Geração Interativa

.

Nos desafios que rondam este tema há uma apresentação que “classifica” ou organiza as últimas quatro gerações a partir de nomenclaturas que se tornaram popularmente conhecidas. Mas que no início eram só voltadas ao mercado publicitário.

É possível determinar a geração de uma pessoa apenas pela idade? Conflito de gerações existe? E conflitos de modelos de mundo?

E uma harmonização entre gerações talvez devesse ocorrer através de ações conjuntas de inclusão digital em situações/ambientes de aprendizagem.

Pelo caminho/abordagem da segurança na rede e nos caminhos digitais, como pensar a interação e seus graus?

Mas como fazer isso sem focar exageradamente na questão do “digital”, considerando que se está mergulhado em uma situação de aprendizagem/ensino que deveria durar a vida inteira, não só para um mundo “digital”?

E mais: o comportamento das crianças de hoje em dia está diretamente ligado à possibilidade de acesso a computadores ou elas encaram o mundo de modo diferente? Será que elas “funcionam” de maneira diferente, independentemente de terem ou não acesso a computadores?

Será que o mundo está mais rápido?  Quem será que realmente “dita” a velocidade em que devemos “funcionar”?  E como conciliar isso?

.

.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: